Laparoscopia

Home | Laparoscopia

Cirurgia da Endometriose Profunda

            O século XX foi considerado o século dos cirurgiões pelo grande desenvolvimento das técnicas cirúrgicas e anestésicas. Doenças que durante séculos eram fatais, puderam ser tratadas e corrigidas cirurgicamente. A evolução da cirurgia reparadora proporcionou a recuperação de politraumatizados, vítimas de queimaduras e dos mais diversos tipos de acidentes de uma forma jamais imaginada pelos médicos do passado. Tumores foram removidos, corações reparados e órgãos transplantados.

            O novo milênio trouxe consigo a evolução das habilidades cirúrgicas ao incorporar a tecnologia e a eletrônica ao criar a cirurgia minimamente invasiva. Com recursos de câmaras de vídeo de alta resolução e sofisticado instrumental os médicos podem fazer grandes cirurgias através de pequenos orifícios no corpo do paciente, proporcionando rápida recuperação, com um mínimo de dor e maior segurança.

            A ginecologia foi uma das maiores beneficiadas com esta tecnologia, que hoje permite que doenças que antes eram consideradas inoperáveis pudessem ter uma nova abordagem com uma alta chance de melhora e benefício para as mulheres. É o caso da cirurgia para a endometriose profunda, uma condição que compromete a vida da mulher de uma forma avassaladora, com dores constantes, dificuldade para ter relações sexuais e esterilidade.

            A cirurgia da endometriose profunda permite a remoção de todos os focos da doença, inclusive aqueles que até alguns anos eram considerados inoperáveis. Em alguns casos a cirurgia é capaz de recuperar a fertilidade antes comprometida pela doença.

            A vídeo-laparoscopia proporciona uma abordagem minimamente invasiva para a realização de cirurgias nos ovários, trompas e útero, ao restaurar a função do órgão comprometido e proporcionar uma pronta recuperação e bem-estar a mulher.